quinta-feira, 2 de junho de 2011

Familia de tabelas periodicas

Tabela Periódica surgiu da necessidade de se organizar os elementos químicos. O químico russo Dimitri Ivanovitch Mendeleev foi o primeiro a dar forma à estrutura da Tabela. Graças a este cientista, suas anotações e descobertas posteriores, a Tabela adquiriu a forma como encontramos hoje. Para saber como a Tabela evoluiu, basta ficar atento ao fato de que no primeiro formato ela possuía apenas 63 elementos e atualmente já possui mais de 100, e ainda está aberta a novas descobertas, ou seja, está sempre evoluindo.

Um grande quesito usado por Mendeleev na organização foi agrupar os elementos de acordo com características comuns, foi assim que surgiu as famílias (grupos). As principais são:

Família I A: metais alcalinos
Família II A: metais alcalino-terrosos
Família III A: família do Boro
Família IV A: família do Carbono
Família V A: família do Nitrogênio
Família VI A: Calcogênios
Família VII A: Halogênios
Família 0: Gases Nobres

Os elementos situados na mesma família apresentam propriedades semelhantes e se posicionam nas linhas verticais da tabela. Existem 18 famílias na classificação atual.

Outro critério usado para organizar os elementos, corresponde aos períodos que se encontram nas linhas horizontais da tabela. Neste caso, recebem a numeração de 1 a 7 correspondente às sete camadas eletrônicas (K, L, M, N, O, P, Q), sendo que no período 1 a distribuição de elétrons vai até a camada K, e no período 2 os elétrons ocupam a camada L, e assim sucessivamente.

Como exemplo, acompanhe a distribuição dos elétrons do elemento Lítio:

K   1 s2
L   2 s1    2 p
M  3 s      3 p   3 d

Observe que foram ocupados apenas dois subníveis: K e L. Dizemos então, que o Lítio pertence ao período 2 porque a distribuição eletrônica foi até a camada 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário